Política

Deputado Felipe Leitão tem celular clonado pela segunda vez somente este ano

Parlamentar alertou em suas redes sociais, para que pessoas tenham cuidado com mensagens em seu nome.




Foto: Nyll Pereira/ALPB

O deputado estadual Felipe Leitão (Avante) teve o seu celular novamente clonado, nesta terça-feira (25). Em janeiro deste ano, o parlamentar foi vítima do mesmo crime, na mesma semana em que o também deputado Júnior Araújo (Avante) sofreu o mesmo golpe. Este é o terceiro caso do ano envolvendo deputados estaduais. Felipe emitiu uma nota, através das suas contas em sites de redes sociais, falando sobre o caso.

“Na tarde desta terça-feira (25) tive minha agenda telefônica clonada por criminosos informando que vou transmitir uma live nesta quarta-feira (26), na mensagem os usuários devem ser direcionados através de um código via SMS, o que não procede. Estou tomando as providências cabíveis”, escreveu Leitão.

Em 2019, políticos de diversos segmentos tiveram os telefones hackeados. Na Assembleia, os deputados Ricardo Barbosa, Cabo Gilberto, Trocolli Júnior, Wallber Virgolino, Branco Mendes, Lindolfo Pires, Jane Panta e Moacir Rodrigues. Na Câmara Municipal de João Pessoa, o alvo foi a vereadora Eliza Virgínia. O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) foi vítima, na mesma época da vereadora, mas no seu caso o golpe girava em torno da venda de um carro.

Mas, não foram só deputados que foram vítimas. Alguns prefeitos, a exemplo de Jonas Souza (PSD), da cidade de Montadas; Inara Marinho (PSDB), de São Domingos do Cariri; Tiago Castro (PSB) de Cabaceiras; e Helder Trajano (DEM) de São João do Cariri, também entraram na lista de políticos que sofreram este crime, do ano passado até agora.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.