Política

Contratos de comissionados foram encerrados no fim do ano

Secretário de Administração informou que servidores das áreas essenciais serão mantidos provisoriamente. No total, o Estado possui mais de 30 mil funcionários temporários.




Jhonathan Oliveira

O Governo do Estado tem até amanhã (11) para exonerar 50% dos funcionários donos de cargos comissionados e prestadores de serviço, um total de 15.901 servidores. Em entrevista à TV Cabo Branco, nesta segunda-feira (10), o secretário de Administração, Gilberto Carneiro, revelou que oficialmente estes funcionários já estão demitidos, pois seus contratos venceram em dezembro de 2010 e não foram renovados. No entanto, eles podem responder pelos cargos até o final de janeiro.

Gilberto também informou que, conforme orientação do Ministério Público Estadual, serão mantidos os funcionários vinculados as áreas essenciais, como Educação e Saúde. Entretanto a secretaria de Educação é a que possui o maior número de prestadores, 27.113, e neste caso a prioridade é para que sejam mantidos os professores.

De acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) e pelo procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro, no último dia três, nesse primeiro momento serão exonerados 50% dos servidores para que se alcance o equilíbrio financeiro do Estado.

A segunda etapa será a formação de um gabinete de interlocução, com representantes do MPE e do Governo, para recadastrar os servidores remanescentes. Somente após isso será avaliado a possibilidade de realização de um concurso público.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.