Política

Lista entregue pelo TCU à Justiça Eleitoral tem 295 paraibanos com contas rejeitadas

Ex-prefeitos Tarcísio Marcelo, Cozete Barbosa e Carlos Antônio estão na relação.




Ex-prefeitos Carlos Antonio (Cajazeiras) , Sara Cabral (Bayeux) e Cozete Barbosa (CG) estão na lista entregue pelo TCU ao presidente do TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, recebeu uma lista com 7,4 mil gestores que tiveram as contas julgadas irregulares para fins eleitorais pela corte de contas. Destes, um total de 295 são da Paraíba. A relação foi entregue presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro.  Confira a relação aqui 

Os integrantes da lista podem ser declarados inelegíveis após os dados serem avaliados pela Justiça Eleitoral. Na relação dos paraibanos, estão dezenas de ex-prefeitos. Alguns deles com várias condenações do TCU.

Campeões de ações

O comerciante Marcos Tadeu Silva é o recordista de processos. ele aparece 12 vezes na lista do TCU. Marcos Tadeu é o líder de uma organização criminosa que fraudou pelo menos 306 licitações em 40 municípios do estado, no período de 2003 a 2008. Ele foi preso durante a “Operação I-Licitação”, deflagrada pela Polícia Federal em agosto de 2008, e posteriormente condenado pela Justiça.

Em segundo lugar em número de condenações, empatados estão três pessoas: Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima, que é ex-prefeito de Belém e irmão do deputado estadual Ricardo Marcelo (MDB); o ex-prefeito Mulungu, Achilles Leal Filho; e Antônio Fernandes Neto, ex-prefeito de Malta.

Outros gestores

Além destes, o ex-prefeito de Frei Martinho, no Curimataú, Saulo Lima, teve por exemplo seis contas de convênios federais rejeitadas. Já os ex-prefeitos Gilberto Dantas (Fagundes), Cozete Barbosa (Campina Grande) e Francisco Gilson Mendes Luiz (Nazarezinho) tiveram quatro contas rejeitadas. Ainda na lista, com três contas rejeitadas, estão os ex-prefeitos Carlos Antônio (Cajazeiras) e Flávia Galdino (Piancó).

Outros ex-gestores que integram a relação são Sara Cabral (Bayeux), Vani Braga (Conceição), João da Utilar (Sapé), Jeane Nazário (Caaporã) e Juraci Pedro Gomes (Sossego). Entre os empresários que estão na lista, o campeão de contas rejeitadas e condenações do TCU é Marcos Tadeu. Ao todo são 12.

Ficha-suja

O ministro Luiz Fux disse que o tribunal será inflexível com candidatos ficha-suja que pretendem disputar as eleições de outubro. Segundo o ministro, quem estiver inelegível pela Lei da Ficha Limpa “está fora do jogo democrático”.

“Com relação à Lei da Ficha Limpa, o tribunal demonstrou e demonstrará ser inflexível com aqueles que são considerados fichas-sujas, ou seja, aqueles que já incidiram nas hipóteses de inelegibilidade. O Tribunal Superior Eleitoral sintetiza sua atuação em um binômio: não à mentira e ficha suja está fora do jogo democrático”, afirmou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.