Política

Comerciantes fazem carreata contra isolamento social em João Pessoa

Grupo realizou protesto em frente às residências do governador e do prefeito.




Foto: Walter Paparazzo/G1

Um grupo de comerciantes realizou uma carreata pelas ruas de João Pessoa, na manhã deste sábado (28), para protestar contra o fechamento do comércio da capital. Os manifestantes pedem a suspensão das medidas de isolamento social estabelecidos pelos governos estadual e municipal com a finalidade de controlar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

 

> > Blog de Suetoni: Carreata da vergonha: grupo ignora exemplo da Itália e pede fim do confinamento

 

Em carros e motos, empunhando bandeiras do Brasil, eles se concentraram desde às 9h, uma parte na Praça dos Três Poderes e outra no Lyceu Paraibano, no Centro, de onde saíram em direção à Avenida Beira Rio, no sentido Centro-praia.

No trajeto, alguns manifestantes pararam em frente à Granja Santana, residência oficial do governador do estado, que se manifestou contra a suspensão da quarentena. Outros migraram para a Avenida Epitácio Pessoa, em direção ao Busto de Tamandaré.

Outro grupo se dirigiu à residência do prefeito de Luciano Cartaxo, no bairro dos estado, também para protestar com buzinaço.

O ato dos comerciantes contraria todas as recomendações de autoridades de saúde do Brasil, como o Ministério da Saúde, e do mundo, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), que pedem que as pessoas fiquem em casa para prevenir a disseminação do novo coronavírus em cidades do mundo inteiro, por conta da pandemia de Covid-19.

Campina Grande

 

Em Campina Grande, os atos ocorreram na tarde desta sexta-feira (28). De carro, os manifestantes percorreram parte das avenidas da cidade em direção à Praça da Bandeira, no Centro. Durante o percurso, os motoristas fizeram um ‘buzinaço’.

A manifestação aconteceu no mesmo dia em que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus na cidade.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.