Política

CG é uma das mais beneficiadas com recursos federais

Ranking da Folha de S. Paulo indica que prefeituras mais beneficiadas são aliadas do PT , mas deputado Vital do Rego defende bom desempenho de Campina Grande.




Karoline Zilah

De acordo com dados divulgados pelo gabinete do deputado federal paraibano Vital do Rego Filho (PMDB), Campina Grande é a 18ª cidade do Brasil mais beneficiada com recursos federais. O deputado utilizou como parâmetro o ranking publicado pelo jornal Folha de S. Paulo, que classificou 100 municípios com base no número de convênios firmados entre o Governo Federal e as prefeituras desde 2005.

Segundo o deputado, Campina Grande ficou à frente de cidades como Natal, Belo Horizonte, Guarulhos, Vitória, Maceió e João Pessoa por conseguir apresentar bons projetos e ter pessoas interessadas em trazer recursos para a cidade.

No entanto, a matéria da Folha de S. Paulo aponta que a maioria das cidades que constam na lista recebem uma “atenção especial” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por terem prefeitos aliados do Governo Federal. O jornal indica que dos 30 municípios que mais receberam dinheiro federal, 28 são da base, sendo 13 do Partido dos Trabalhadores.

Ainda segundo o levantamento, Campina Grande obteve média de liberação de verba de R$ 139,70 por habitante, no período. A média nacional, computando as liberações para as cem maiores prefeituras, foi de R$ 64,82. "Isso quer dizer que Campina teve média de liberação superior ao dobro da média nacional. É o resultado de um esforço concentrado dos técnicos da Prefeitura, na elaboração de projetos, e nosso, aqui em Brasília, batendo à porta dos ministérios", defendeu o deputado federal, também conhecido como Vitalzinho.

"Se você é do PT, tem recursos. Se não é, um abraço", reclamou o prefeito Rubens Furlan, de Barueri (SP) à reportagem da Folha. Ele se elegeu pelo oposicionista PPS, mas depois migrou para o PMDB. A cidade é a última no ranking.

Já o deputado paraibano Vitalzinho diz que, no caso de Campina Grande, os projetos encaminhados no período pesquisado foram bem recepcionados pelo Governo Federal.

Do outro lado da polêmica, a subchefia de Assuntos Federativos da Presidência da República explicou que há "critérios individualizados por área, que obedecem a demandas pelo fortalecimento do desenvolvimento do país", para que haja as liberações.

A liberação dessas verbas requer a ajuda de deputados federais que têm influência nos ministérios, "em geral, o primeiro passo para tirar o recurso do papel é conseguir uma audiência na Casa Civil ou em ministérios estratégicos, como Transportes e Cidades".

Ainda segundo o levantamento, a soma dos convênios do Governo Federal com as cem maiores prefeituras do país para a realização de obras e investimentos nas cidades chegou a R$ 4,77 bilhões. Este valor refere-se aos convênios que tiveram pelo menos uma liberação financeira de 2005 em diante.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.