Política

Cecílio Ramalho deixa cargo na procuradoria

Após dois anos e três meses à frente da Procuradoria, Ramalho deixou o cargo por incompatibilidade entre o serviço público e as atividades acadêmicas.




O advogado Cecílio Ramalho deixou o cargo de procurador-chefe da Assembleia Legislativa da Paraíba. O pedido de exoneração foi publicado no Diário do Poder Legislativo de ontem (1º), que trouxe também a nomeação do advogado Abelardo Jurema Neto em sua substituição. Após dois anos e três meses à frente da Procuradoria, Ramalho deixou o cargo por incompatibilidade entre o serviço público e as atividades acadêmicas.

Chegou-se a cogitar que a exoneração teria sido devido ao impasse em torno do quórum necessário para a votação da ‘MP do Trauma’, o qual Ramalho deu parecer contrário à opinião da bancada de oposição, que depois teve o aval da Justiça. No entanto, o motivo foi descartado pelo ex-procurador, que garantiu que sua saída foi apenas para priorizar o mestrado em Direito Constitucional que está fazendo na PUC de São Paulo.

Embora satisfeito na Assembleia, Ramalho explicou que a Procuradoria Jurídica é cargo temporário e que é mais lógico investir na sua carreira acadêmica, que é para toda a vida.

“Nesse primeiro semestre, as aulas eram às sextas-feiras e foi possível conciliar, mas no próximo semestre serão às terças e quintas-feiras. Não quero comprometer meus estudos, porque me trarão resultados a longo prazo”, afirmou o agora ex-procurador-chefe da AL.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.