Política

CCJ aprova projeto de Cássio que prevê acúmulo de cargos de engenheiro e arquiteto

Senador diz que flexibilização da jornada é necessária para dar racionalidade às administrações públicas.



Divulgação/Agência Senado
Divulgação/Agência Senado
Após aprovação na Comissão, projeto de Cássio vai ser analisado e votado no plenário do Senado

O Plenário do Senado vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 14/2015) do senador Cássio cunha Lima (PSDB –PB) que permite que engenheiros e arquitetos acumulem dois cargos públicos.

O projeto foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ). Segundo o senador Cássio, a flexibilização da jornada é necessária para dar mais racionalidade às administrações públicas municipais.

Cássio ressalta que, com as crescentes demandas nas áreas de infraestrutura e tecnologia, engenheiros e arquitetos assumem um papel essencial no desenvolvimento do país, “na medida em que se requer a atuação de profissionais qualificados e aptos a realizar atividades de alta complexidade”.

Demanda

O tucano afirma que, por submeterem-se a condições de trabalho especiais, e tendo em vista a crescente demanda por profissionais dessas áreas, é necessário estender aos engenheiros e arquitetos o mesmo regime já aplicado aos professores e aos profissionais de saúde, possibilitando a acumulação remunerada de até dois cargos ou empregos públicos, “desde que haja compatibilidade de horários que permita o bom desempenho das funções”.

— Hoje, diante da necessidade de se dar mais transparência e, acima de tudo, racionalidade às administrações públicas municipais, particularmente, faz-se necessária a flexibilização da jornada de trabalho desses profissionais — acrescentou.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.