Política

Câmara de CG autoriza leilão de imóvel para construção de hospital

Por 14 votos contra um, Câmara autorizou o prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) a vender um prédio de propriedade da Prefeitura.




Jhonathan Oliveira
Com Josusmar Barbosa, do Jornal da Paraíba

A Câmara Municipal de Campina Grande aprovou nesta quinta-feira (11) o projeto que autoriza o prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) a vender um prédio de propriedade da Prefeitura. A matéria foi aprovada com 14 votos a favor e apenas um contra, o do vereador João Dantas (PTN). A ideia do prefeito é utilizar os recursos da venda da área do Departamento de Transporte, Oficina e Garagem (DTOG) para comprar um outro prédio e instalar o Hospital Municipal da Criança e Adolescente.

Os vereadores aprovaram a matéria, mas modificaram o texto do projeto. Eles acrescentaram cinco emendas a ele. Uma destina 10% do recurso da venda do prédio da DTOG para a ampliação da estrutura da Câmara Municipal. Outra determina que 10% seja direcionado para os hospitais da FAP e Universitário.

João Dantas, que foi o único que se colocou contra o projeto, disse que a venda era uma precipitação. Ele também alegou que o prédio da DTOG não poderia ser vendido porque é tombado.

O prédio que o prefeito pensa em adquirir para instalar o Hospital da Criança é o da antiga clínica e maternidade Mater Dei, que fica na avenida Floriano Peixoto. Segundo o projeto, o lance mínimo do leilão é de R$ 6 milhões e o imóvel da Mater Dei está à venda por R$ 3,7 milhões.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.