Política

Câmara de CG adia votação de venda de terreno pela segunda vez

Por sugestão da bancada de situação a matéria foi retirada da pauta. Os vereadores entraram em acordo e o projeto ficou para ser votado na próxima quinta-feira.




Jhonathan Oliveira
Com informações da TV Paraíba

A Câmara Municipal de Campina Grande adiou mais uma vez nesta terça-feira (9) a votação de um projeto do prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) que pede autorização para leiloar um terreno de propriedade da Prefeitura. Por sugestão da bancada de situação, a matéria foi retirada da pauta. Os vereadores entraram em acordo e o projeto ficou para ser votado na próxima quinta-feira (11).

Apenas 12, dos 16 vereadores, compareceram a sessão desta terça-feira. Estavam no plenário 10 integrantes da base e dois da oposição. Para o projeto ser aprovado são necessários 11 votos, então para não correr riscos de ver a matéria barrada a situação decidiu tirar a mesma da pauta.

O prefeito Veneziano pretende leiloar o terreno do Departamento de Transporte, Oficina e Garagem (DTOG), nas proximidades do Açude Velho, e utilizar os recursos na compra de um prédio para instalar o Hospital Municipal da Criança e Adolescente. O prédio que ele pensa adquirir é o da antiga clínica e maternidade Mater Dei que fica na avenida Floriano Peixoto. Segundo o projeto, o lance mínimo do leilão é de R$ 6 milhões e o imóvel da Mater Dei está à venda por R$ 3,7 milhões.

A oposição se coloca contra o projeto alegando que o dinheiro da venda de folha de pagamento dos servidores por parte da Prefeitura seria suficiente para a compra da Mater Dei.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.