Política

Associações comerciais rejeitam aumento de impostos e verba pública para campanha eleitoral

Presidentes se reuniram na capital cearense e divulgaram documento sobre conjuntura econômica e política.




Presidentes de Associações Comerciais do Nordeste  participaram de encontro, nesta segunda-feira (28), em Fortaleza (CE)

No II Encontro do Nordeste, as Associações Comerciais da região encerraram o evento com a divulgação da Carta de Fortaleza, nesta segunda-feira (28). No documento, os presidentes das entidades nordestinas sustentam que não aceitam “a adição de mais imposto para resolver problemas da burocracia oficial”.

O documento também considera indispensável a Reforma Tributária e Administrativa do Pais e considera “inaceitável a atual estrutura abusiva dos vários Poderes com regalias”. As Associações Comerciais nordestinas também se manifestam “contra o uso de recursos públicos para bancar campanhas eleitorais”, defendem a livre iniciativa e a liberdade de imprensa e se declaram “exigentes na defesa e aplicação da transparência de ações públicas e privadas.

Carta de Fortaleza

As Associações Comerciais do Nordeste reunidas na cidade de Fortaleza neste dia 28 de Maio de 2018 manifestam reflexões e posicionamento sobre a conjuntura do Brasil a exigir acatamento às reivindicações do nosso Segmento empresarial para reaquecimento da economia a partir do setor produtivo.  As entidades, abaixo – assinados, defendem:

– O fortalecimento das relações entre as Associações do Setor Produtivo de todos os Estados do Nordeste na busca de conquistas comuns;

-Na condição de representantes do setor Empresarial, não aceitamos a adição de mais impostos para resolver problemas da burocracia oficial;

-Na condição de estrutura fundamental da economia, consideramos indispensável a Reforma Tributária e Administrativa no Pais;

-Consideramos inaceitável a atual estrutura abusiva dos Vários Poderes com regalias;

-Defendemos que, mesmo com a aprovação do Congresso Nacional, temos posição critica contra o uso de recursos públicos para bancar campanhas eleitorais;

-Defendemos a livre iniciativa e Liberdade de Imprensa;

-Somos exigentes na aplicação da transparência de ações públicas e privadas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.