Política

Aspol-PB entrega pauta de reivindicações a pré-candidatos a governador

Policiais civis pedem melhorias salariais e condições de trabalho, além concurso público.




Tárcio Teixeira (PSOL) se reúne com dirigentes da Aspol e se compromete com policiais civis

A direção da Associação dos Policiais Civis da Paraíba (Aspol/PB) entregou aos pré-candidatos ao governo do Estado a pauta de reivindicações da categoria. O documento já foi entregue, em João Pessoa, a Tárcio Teixeira (PSOL), José Maranhão (MDB) e João Azevedo (PSB).

Entre as reivindicações dos policiais civis paraibanos, estão a reestruturação da carreira, melhorias salariais, concurso público e melhoria das condições de trabalho. Tárcio Teixeira disse que recebeu com tristeza a pauta pelo que vem enfrentando a categoria.

Ao mesmo tempo, manifestou contentamento por entender que a maioria das reivindicações apresentadas já vem sendo defendida que por ele na pré-campanha. “Estas reivindicações não são foram fechadas na pauta corporativa, mas com a preocupação com a melhoria da segurança pública da Paraíba”, explicou Tárcio.

Maranhão e Azevedo

A presidente da Aspol, Suana Melo, e a diretora Financeira, Evellyne Pontes, estiveram também com o senador José Maranhão (MDB), pré-candidato a governador, que defendeu mais investimentos na Segurança Pública e melhores condições de salários e trabalho dos policiais. Antes, Suana Melo e dirigentes da Aspol estiveram com João Azevedo (PSB) a quem entregaram o documento com a pauta de reivindicações.

“É importante o contato com os pré-candidatos a governador, para que eles possam ter um panorama melhor da instituição, dos problemas enfrentados e das soluções propostas por nós, que muito além das questões financeiras, também tratam de questões administrativas. Há tempos que a Polícia Civil sente os efeitos da sua crise de gestão, que desestimula a maioria de seus profissionais e impede a realização de um trabalho investigativo mais eficaz e consistente”, disse Suana Melo.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.