Política

Após dois anos, Jampa Digital não é concluído

Proposta de garantir internet grátis para a população esbarra na falta de recursos.



Felipe Gesteira
Felipe Gesteira
Projeto foi lançado pelo então prefeito Ricardo Coutinho, oferecendo internet gratuita à população

Meio que esquecido, o projeto Jampa Digital, lançado no início de 2010 pela Prefeitura de João Pessoa, completou dois anos, sem conclusão. O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), revelou o motivo: “interrupção no fluxo de recursos”. Com uma previsão inicial de R$ 20 milhões para a implementação do projeto, o governo federal contingenciou os recursos. Foram repassados apenas R$ 4,7 milhões e, mesmo assim, a prefeitura permaneceu com a mesma contrapartida, de R$ 1,5 milhão, ficando em R$ 6,25 milhões o valor real do projeto, segundo informou o secretário de Ciência e Tecnologia de João Pessoa, Marconi Maia.

O projeto foi lançado pelo então prefeito Ricardo Coutinho, oferecendo internet gratuita à população por meio de uma parceria entre a Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec), com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Inicialmente, o projeto abrangeria toda a orla da capital, para depois se estender a outros pontos da cidade (cerca de 14 praças). Na época, a prefeitura divulgou que foram investidos no Jampa Digital cerca de R$ 27 milhões na compra de equipamentos. Mas a informação foi equivocada.

Helder Moura comenta o problema do projeto Jampa Digital

“Quando Dilma assumiu o governo, reduziu a zero, por decreto, a verba para ciência e tecnologia”, disse o secretário Marconi Maia, informando que, diante desse corte, a prefeitura pediu uma adequação do plano de trabalho e mais prazo para concluir o projeto. Assim, segundo ele, a prefeitura perdeu dois anos, sendo um por causa da redução dos recursos e outro pela adequação do plano de trabalho.

Ele adiantou que 70% dos equipamentos estão instalados e o projeto será retomado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.