Política

Após definir chapa majoritária na PB, PSOL debate programa de governo

Candidatos a governador e ao Senado se reúnem neste sábado, no Conde




Tárcio (ao centro) vai ter Victor Hugo e Nelson Júnior como companheiros de chapa

Após a definição dos principais candidatos da chapa da majoritária, o PSOL começa a discutir a lista dos postulantes a deputado federal e estadual, política de aliança e programa de governo. Na tarde deste sábado (17), no salão paroquial no Conde, Litoral da Paraíba, o partido promove duas atividades com vistas às eleições de 2018.

Às 13 horas, começa a reunião do Diretório Estadual com a presença do pré-candidato a governador Tárcio Teixeira e dos pré-candidatos ao Senado, Victor Hugo, candidato a prefeito de João Pessoa nas eleições de 2016, e Nelson Júnior, que já disputou o Senado e o governo do Estado. Tárcio, que é presidente da legenda na Paraíba, disse que vão ser avaliados os nomes dos postulantes a cadeiras na Assembleia Legislatura e para a Câmara dos Deputados.

Em relação ao candidato a vice-governador, o PSOL quer discutir com os partidos do campo da aliança, prioritariamente o PSTU e PCB. “Podemos fazer aliança com estes partidos do campo da esquerda sem precisar do crivo da direção nacional. Aliança com outras legendas só com o aval do Diretório Nacional”, explica Tárcio, que já disputou o governo em 2014..

Programa de governo

Após o encontro do Diretório Estadual, haverá às 15 horas, um debate sobre Meio Ambiente do qual vão sair propostas para o programa de governo de Tárcio Teixeira. O debatedor convidado é o professor, com Doutorado em Meio Ambiente, Tarcísio Cordeiro

“Estamos focados na construção democrática de um programa de governo. Vamos divulgar ao máximo que a Paraíba não vive refém do continuísmo da lógica privatizante e de ataque aos servidores ou dos representantes de Michel Temer e Aécio Neves em nosso Estado, temos uma alternativa coerente e de mudança”, ressalta Tárcio.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.