Política

André Gadelha questiona laudo de avaliação feito pela Caixa Econômica

De acordo com o líder da oposição, a avaliação foi feita por baixo. Para André existem divergências nos números apresentados.




Jhonathan Oliveira

O líder da oposição na Assembleia Legislativa, André Gadelha (PMDB), questionou o laudo de avaliação feito pela Caixa Econômica Federal sobre os terrenos envolvidos no projeto de permuta de autoria do GOverno do Estado. De acordo com ele, o documento avalia o metro quadrado de Mangabeira, onde está localizada a Academia de Polícia, em R$ 250, mas em outros contratos de finaciamento de imoveis feitos na mesma área o metro quadrado foi avaliado em R$ 624. A matéria deve ser votada nesta quarta-feira (17).

"Temos que dar credibilidade pela história do banco. Mas, temos que conflitar os números onde existem divergências. A Caixa está beneficiando os grandes e tirando a despesa em cima dos pequenos", disse.

Para ele a Caixa fez uma avaliação por baixo. "Ela vai servir como parâmetro, porém acredito que o banco exagerou colocando os valores para baixo", completou. O laudo que foi solicitado pelo GOverno do Estado foi enviado na tarde da terça-feira (16) para Assembleia Legislativa. No documento o terreno da Acadepol foi avaliado em R$ 21 milhões e o do Ernesto Geisel, que é de propriedade privada foi avaliado em R$ 9,3 milhões.

O Governo enviou ainda dois outros laudos com valores diferentes. Um elaborado pela Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado e outro pela Câmara de Valores Imobiliários.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.