Política

Adiadas audiências sobre processos de cassação de Berg Lima e prefeito interino de Bayeux

Elas estavam marcadas para acontecer nesta segunda-feira (11) .




As audiências sobre os processos de cassação contra o prefeito afastado de Bayeux Berg Lima (sem partido) e o prefeito interino Luiz Antônio (PSDB), que estavam marcadas para acontecer nesta segunda-feira (11), foram adiadas.

No caso de Berg Lima, o motivo para o adiamento foi a ausência de uma das seis testemunhas que iriam depor. Além disso, a Comissão Processante viu a necessidade de convocar outras duas testemunhas, que serão ouvidas com Berg em nova audiência nesta quinta (14), às 13h.

“Essa fase já é uma fase final em que a gente vai ouvir todas as testemunhas, a defesa vai fazer as alegações finais — ela tem cinco dias para isso — e a relatora tem até 10 dias para dar o parecer final”, comentou o presidente da comissão, o vereador Jeferson Kita (PSB).

“Depois do parecer final, pelo processo de cassação ou arquivamento, vai para plenário, lembrando que precisa-se, dos 17 vereadores, de 12 votos para cassar o prefeito”, acrescentou o presidente.

Já a audiência que iria analisar o caso envolvendo o prefeito interino Luiz Antônio foi cancelada logo no início da tarde a pedido advogados do gestor. Conforme a defesa, a gravação que mostra uma suposta conversa do prefeito interino orientando o uso da Comunicação Institucional contra o deputado federal André Amaral (PMDB) é ilegal.

A comissão pediu um tempo para analisar se a argumentação da defesa procede e marcou nova audiência para sexta (15), às 9h, na Câmara Municipal de Bayeux.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.