Policial

Vítima de cárcere privado é resgatada pela polícia após acionar o SOS Mulher

O crime foi praticado pelo ex-companheiro da mulher, que não aceitava a separação.




(Foto: Francisco França)

Uma mulher e uma criança de quatro anos de idade foram resgatadas durante ação da Polícia Civil, na noite desta terça-feira (26), no bairro de Gramame, em João Pessoa. As duas eram mantidas em cárcere privado e ameaçadas de morte com uso de uma arma de fogo. O crime foi praticado pelo ex-companheiro da mulher, que não aceitava a separação e descumpriu medida protetiva.

A vítima só conseguiu pedir ajuda à Polícia porque era monitorada pelo Programa SOS Mulher Protegida e conseguiu acionar o dispositivo, que mobilizou os agentes. Os policiais precisaram quebrar as portas do imóvel para resgatar mãe e filha. O agressor foi preso e um revólver usado nas ameaças foi apreendido.

A ação foi realizada por equipes da Coordenação das Delegacias de Atendimento à Mulher da Paraíba (Coordeam/PB) e Delegacia de Atendimento à Mulher da Zona Sul de João Pessoa (Deam Sul).

Segundo informações repassadas pela delegada Maria da Conceição Casado, a vítima manteve um relacionamento por três anos com o homem preso, mas sofreu violência doméstica e decidiu se separar. Ela denunciou o caso à Polícia e foi incluída no Programa SOS Mulher Protegida, no qual a participante recebe um aparelho que mostra a sua localização e permanece conectado com as Polícias Civil e Militar, 24 horas. A mulher é orientada a acionar o equipamento em caso de perceber alguma situação de perigo.

Por volta das 17 horas desta terça-feira, a equipe da Coordeam/PB percebeu que o dispositivo havia sido acionado. Policiais civis se deslocaram ao endereço indicado e, ao perceberem que a mulher não respondia aos contatos, decidiram quebrar os portões e cercar a casa. Eles prenderam o homem que estava mantendo a mulher em cárcere privado e apreenderam um revólver com munições usado por ele.

A vítima contou que estava em cárcere desde o início da manhã e sofreu ameaças de morte na presença da filha. O preso foi encaminhado ao Sistema Prisional e será apresentado à Justiça.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.