Policial

Travesti baleada no Centro de João Pessoa morre no hospital

Hospital de Trauma pede para que familiares compareçam na unidade para liberação do corpo. 




A travesti baleada na madrugada desta quarta-feira (24) morreu durante esta manhã no hospital. Segundo boletim da assessoria do Hospital de Trauma, de João Pessoa, a vitima passou por cirurgia, mas não resistiu aos quatro ferimentos de arma de fogo. O serviço de assistência social pede para que alguém que conheça a travesti,  registrada como Gleydson Bruno Teixeira, 25 anos, compareça na unidade hospitalar para liberação do corpo.

A vitima foi encontrada baleada na Rua da República, por uma guarnição da Polícia Militar, depois que os policiais foram acionados para comparecer ao local. Testemunhas falaram para os policiais que um carro preto se aproximou e efetuou os quatro disparos. O serviço Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e encaminou ela para o Hospital de Trauma.

Com a confirmação desta morte são somados dois homicídios e uma tentativa de assassinato contra travestis em menos de um mês na capital. Destes, apenas um caso levantou a suspeita  de crime de ódio.

Até às 11h40 desta quarta-feira (24), nenhum familiar tinha comparecido no hospital para liberar o corpo. De acordo com Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), nenhum suspeito foi identificado.

 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.