Policial

Recorde: PRF apreende 6,5 mi de cigarros contrabandeados

Produto estava escondido em uma fazenda, na cidade de Araçagi. Segundo a PRF, apreensão é a maior da história.



Divulgação/PRF
Divulgação/PRF
Cigarros estavam escondidos em um pequeno galpão de uma fazenda

Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na segunda-feira (23) uma carga de 6,5 milhões de cigarros contrabandeados na cidade de Araçagi, no Agreste paraibano. De acordo com a PRF, essa é a maior apreensão de cigarros irregulares feita pela corporação na Paraíba, em toda a história.

A ação, realizada entre a tarde e a noite de segunda-feira, contou com o apoio da Secretaria de Estado da Receita. Duas pessoas foram detidas e uma pistola foi apreendida .

A denúncia feita à PRF indicava que os cigarros eram estocados em uma fazenda. Os policiais e uma equipe da Receita Estadual foram até o local e constataram a possível irregularidade. A carga estava guardada em uma pequeno galpão. No total foram encontradas 650 caixas, contento 32.500 pacotes, o que totaliza 6.500.000 de cigarros. Os produtos são paraguaios e de três marcas diferentes. O dono da propriedade estava presente e confessou que alugava o espaço para um conhecido.
 

Durante os trabalhos dos policiais e auditores um homem esteve no local à procura do dono da fazenda a fim de pagar o aluguel do galpão. Ele foi abordado pelos policiais, que acabaram encontrando consigo uma pistola Taurus calibre 380, com 13 munições intactas e um rádio transmissor portátil. Como não possuía porte de arma de fogo, foi preso pelo crime de porte ilegal. Há indícios de que o mesmo tenha envolvimento com o material apreendido.
 

O carregamento de cigarro foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.