Policial

Quadrilha paraibana que aplicava golpes é presa em Campina Grande

Um dos três suspeitos ainda está foragido. Foram encontrados ainda 146 papelotes de maconha e R$ 110,00 em dinheiro. Lúcia de Fátima Moura Silva também foi presa acusada de guardar a droga.




Da Redação

com informações da TV Paraíba

Engelis de Jesus Oliveira, de 22 anos e Alisson Barbosa de Brito, de 21, moradores do bairro do Catolé foram presos no final da manhã da sexta-feira (1) pela polícia Civil de Campina Grande. De acordo com a polícia, a quadrilha aplicava golpes com cartões de crédito, dentro e fora da Paraíba.

A polícia encontrou com os suspeitos 146 papelotes de maconha e R$ 110,00 em dinheiro. Durante a operação, foi presa também Lúcia de Fátima Moura Silva, de 43 anos, acusada de guardar a droga.

Atuação – Eles e mais uma pessoa que está foragida, conseguiram invadir a rede de informação e segurança das polícias (Infoseg), através de um computador particular que foi apreendido pela Delegacia de Defraudações.

As investigações há mais de uma semana, depois que um funcionário da empresa Mastecard denunciou à polícia um possível esquema de estelionato, já que vários cartões foram solicitados e enviados a um único endereço.

Ao todo, foram aprovados oito cartões, de acordo com a delegada Ellen Maria Ferreira, grande parte dos golpes aplicados pelos estelionatários eram contra pessoas de outros estados.

Todos foram levados para a central da polícia civil e serão encaminhados para o Presídio do Monte Santo, em Campina Grande.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.