Policial

Quadrilha institui toque de recolher e cobra ‘mensalidade’ em favela

Quatro homens e um adolescente foram detidos nesta quinta (25) pela PM após três meses de investigações. Eles são acusados de cobrar R$ 200 a moradores da favela em JP.



Francisco França
Francisco França
Quadrilha foi detida durante operação do 5º BPM

Karoline Zilah

Até que ponto uma família carente, que mal tem recursos para se alimentar, pode chegar para se proteger da criminalidade? A triste realidade foi constatada na Favela do Taipa, localizada no bairro Costa e Silva, em João Pessoa, onde uma quadrilha obrigava os moradores da comunidade a pagar uma mensalidade de R$ 200 para não expulsá-los de seus casebres.

Além disto, o grupo promovia terror diariamente à noite implantando um “toque de recolher” para que os assaltantes e traficantes pudessem dominar as ruas.

A ação dos criminosos foi desarticulada na manhã desta quinta-feira (25) durante uma operação do Serviço de Inteligência do 5º Batalhão da Polícia Militar e da Força Tática, que conseguiram prender quatro adultos e apreender um menor de idade acusados de “provocar intenso terror, cobrando pedágio e instituindo toque de recolher” na Favela do Taipa.

Quem explicou como a quadrilha agia foi a tenente Letícia, do 5º BPM, que participou da operação. As investigações tiveram início há três meses, a partir de denúncias anônimas de moradores da comunidade. Um comerciante chegou a relatar que tinha que pagar a mensalidade de R$ 200 aos bandidos. Caso se recusasse, sua casa seria invadida e demolida. Isso chegou a acontecer com outras famílias que residiam no bairro.

“Constatamos que havia várias casa derrubadas. A quadrilha expulsava os moradores que não concordassem com as imposições”, comentou a tenente Letícia. O mais chocante, segundo ela, é que estas famílias já sobrevivem com poucos recursos e ainda tinham que retirar grande parcela de seus rendimentos para servir à bandidagem.

Além destas acusações, o grupo é apontado como responsável por praticar pequenos assaltos e traficar drogas. Na operação, foram recuperadas com um adolescente de 14 anos uma moto roubada e três armas, que estavam escondidas na residência dela. Com outro bandido, a polícia encontrou pedras de crack e dinheiro, o que configurou a prática de tráfico.

Estão detidos: Flávio Ferreira Heleotério do Nascimento, o “Vinho”, de 19 anos, que seria o líder da quadrilha; Sergiano José da Silva (“Boi”), de 18 anos, que confessou o roubo da moto; Wasghinton Martins dos Santos, de 18, encontrado com a droga; Rafael Xavier da Silva, de 18 anos, o “Rafa”; e um adolescente de 14 anos, com quem estavam as armas.

Flávio, o líder, já cumpriu medida socioeducativa no Centro Educacional do Adolescente (CEA) por assalto e porte ilegal de armas. Os acusados não confessaram à Polícia Militar que participavam dos crimes relatados, mas também não resistiram à prisão e já foram reconhecidos pelos moradores da Favela do Taipa.

Todos foram encaminhados à 8ª Delegacia Distrital para prestar depoimento ao delegado Gustavo Santos Carletto, que deverá autuá-los por assalto e tráfico, entre outros delitos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.