Policial

Policial é baleado após reagir a tentativa de assalto em CG

Homem também é estudante de medicina e estava fazendo uma visita domiciliar no momento do crime. Segundo Hospital de Trauma, policial pode ficar paraplégico. 




O policial militar Ademir de Lima Camelo, de 30 anos, foi ferido na tarde desta sexta-feira (16) durante uma tentativa de assalto, em Campina Grande, e pode ficar paraplégico. O crime ocorreu no bairro do José Pinheiro, Zona Leste da cidade. O policial, que também é estudante de medicina, reagiu ao assalto anunciado pelos criminosos e acabou sendo atingido por um disparo de arma de fogo. Segundo a Polícia Militar, dois suspeitos foram presos, e um menor de idade, apreendido.

De acordo com informações do Centro Integrado de Operações (Ciop) da Polícia Militar, Ademir estava fazendo visita domiciliar no bairro do José Pinheiro, onde estagiava em uma Unidade de Saúde Básica, quando foi abordado pelos bandidos. O policial reagiu ao assalto e houve luta corporal. Ao perceber que Ademir estava armado, um dos assaltantes efetuou um disparo, que atingiu as costas do policial.

O soldado é lotado no 9º Batalhão de Polícia Militar, em Cuité, e também estudante do último ano do curso de Medicina. Ainda de acordo com a PM, o policial foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande, onde teria chegado em estado grave.

Em entrevista à TV Paraíba, o neurocirurgião Amauri Filho disse que, no momento, o policial está paraplégico. “O grande problema é que a bala atingiu uma região da medula que é muito importante, responsável pela força muscular e sensibilidade. Então, neste momento, ele não tem este tipo de função, ele encontra-se paraplégico”. Ainda de acordo com o médico, após algumas horas serão realizadas outras avaliações para saber a evolução do estado da vítima.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.