Policial

Polícia prende suspeitos e identifica mentor de arrombamento a joalheria

Polícia Civil está em diligências para apreender o suspeito. Um integrante do grupo já foi identificado e preso.




O delegado de roubos e furtos da Polícia Civil, Cristiano Santana, confirmou na manhã desta quarta-feira (30), que já foi identificado o suspeito apontado como o mentor do arrombamento a joalheria no centro de Campina Grande. Segundo ele, a polícia está em diligências e pode capturá-lo a qualquer momento. Ainda, de acordo com a polícia, o suspeito está em posse da maior parte do material roubado.

O delegado destacou que ainda não conseguiu avaliar o tamanho do prejuízo causado ao estabelecimento, mas explicou que dezenas de relógios foram levados do local. “O dono da joalheria não soube informar quantos relógios foram levados e nem o valor específico. No dia, os acusados levaram tudo o que conseguiram e praticamente esvaziaram as vitrines”, disse ele. 
 
A Polícia Civil está em posse das imagens de câmeras de segurança que flagraram toda a ação dos bandidos, que têm coloborado com as investigações. O delegado ressaltou que não há nenhuma relação com os dois últimos arrombamentos a estabelecimentos no centro de Campina Grande e afirmou que os casos anteriores que já foram esclarecidos. 
 
A Polícia Civil já conseguiu capturar um dos suspeitos de participação no crime, na tarde desta terça-feira (29). Allison Lira do Nascimento, 23 anos, foi preso em flagrante na residência dele, no condomínio Major Veneziano, onde foram encontrados vários relógios roubados na joalheria. O crime aconteceu na madrugada do dia 21 de dezembro na rua Monsenhor Sales, no centro de Campina Grande, quando quatro homens utilizaram um veículo Golf para arrombar uma joalheria. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.