Policial

Polícia prende quadrilha acusada de aplicar golpes em bancos

Grupo abria contas com documentos falsos e depois de algum tempo, quando conseguiam cheques especiais os repassava, sem-fundos, no comércio.




Da Redação
Com informações de João Paulo Medeiros

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira e quarta-feira (21), quatro integrantes de uma quadrilha que aplicava golpes no comércio e abria contas falsas em bancos da região de Soledade e Juazeirinho, no interior do Estado.

A primeira prisão foi feita no município de Soledade, na tarde de ontem, quando Lúcia de Fátima Medeiros de Sousa, de 51 anos, tentava abrir uma conta no Banco do Brasil usando documentos falsos e contra-cheques do Distrito Federal. Lúcia é enfermeira, natural de Santa Rita e atualmente mora em Campina Grande.

A polícia teria chegado até Lúcia a partir de uma denúncia de um funcionário do Banco do Brasil que desconfiou do golpe. Depois da prisão da primeira acusada, os outros integrantes da quadrilha começaram a ser procurados.

Na manhã de hoje foram presos em Campina Grande José Romero Silva, de 53, e Maria de Lima Tavares, de 54. Em Juazeirinho foi presa Edlamar Santos, de 34 anos.

Um homem, identificado como Décio, está foragido da polícia. Ele é irmão de Edlamar e é acusado de ser o líder da quadrilha. A polícia ainda vai investigar quantos golpes foram dados pelo grupo, mas já se sabe que contas foram abertas em agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica.

Para aplicar os golpes, o grupo abria contas com documentos falsos e depois de algum tempo, quando conseguiam cheques especiais os repassava, sem-fundos, no comércio.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.