Policial

Polícia analisa imagens de assassinato de escrivão em JP

Segundo delegado Giovani Giacomeli, homem que matou escrivão de Polícia, Waldir Ponce de Leon, estava em um Gol de modelo antigo e cor escura. 
 



Walter Paparazzo
Walter Paparazzo
Escrivão Waldir Ponce de Leon foi baleado após descer de moto, no bairro Valentina, em João Pessoa.

O delegado da Polícia Civil, Giovani Giacomeli, revelou que o veículo do homem que matou o escrivão da Polícia Civil, Waldir Ponce de Leon, nesse sábado (21), em João Pessoa, já foi identificado por imagens de câmeras de segurança e a qualquer momento será preso. “Se ele não se apresentar, a polícia vai prendê-lo. Esse crime não ficará impune”, disse Geovani, que também pediu que as pessoas liguem para o Disque-Denúncia (197) e informem onde se encontra o assassino.

O veículo em que o suspeito estava era um Gol de modelo antigo e cor escura. Desde o momento da confirmação da morte do escrivão, equipes especializadas da Polícia Civil inciaram diligências no bairro, com levantamento de imagens e informações.

A Polícia Civil também investiga se o crime foi motivado por uma briga de trânsito ou que o policial tenha tentado realizar uma abordagem, no bairro do Valentina, Zona Sul de João Pessoa. “Não temos certeza sobre a versão de que foi uma briga de trânsito. Em princípio, o escrivão teria descido da moto como se fosse fazer uma abordagem ao veículo. Neste momento, o suspeito, que estava com um casal, de imediato disparou contra o escrivão. Ainda não sabemos qual era a arma”, comentou o delegado.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.