Policial

Polícia acha anotações na casa que revelam agressões e roubo

Bastante introvertido, o relacionamento da vítima com os vizinhos se restringia a cumprimentos cordiais.




O delegado Isaías Olegário revelou que a polícia tem informações de que Siegsried Schimts já havia registrado um boletim de ocorrência no ano de 2009 onde relatava que alguns vizinhos jogavam pedras em sua residência. Em documentos encontrados na residência, o delegado informou que a vítima havia feito anotações nas quais afirmava ter sido agredido e roubado por um indivíduo identificado por ‘Pato’.

Bastante introvertido, o relacionamento da vítima com os vizinhos se restringia a cumprimentos cordiais. Todos ficaram surpresos com o assassinato e afirmaram não ter escutado gritos de socorro da vítima.

“Foi uma surpresa. Ele era muito recatado, não recebia visitas e raramente a gente via ele saindo para levar os filhos à escola.

Por aqui ninguém viu nada e como ele não costumava manter contato com os vizinhos, nós não estranhamos o total silêncio na residência,” explicou Vera Lúcia, vizinha da vítima.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.