Policial

Pistoleiro recebeu R$ 5 mil pra matar ex-vereador, diz Polícia Civil

Francisco Chagas de Oliveira, 38 anos, assumiu que realizava a prática de pistolagem e que cobroul para executar a vítima.




A Polícia Civil de Patos conseguiu prender na noite desta quarta-feira (29), um homem suspeito de ter assassinado a tiros o ex-vereador Geraldo Gabriel, na cidade de Mãe D’água, no dia 21 de março deste ano.  Francisco Chagas de Oliveira, 38 anos, assumiu que realizava a prática de pistolagem e que teria cobrado a quantia de R$5 mil para executar a vítima, segundo a polícia. O motivo do crime e o mandante ainda estão sendo investigados. 

Segundo o delegado seccional da Polícia Civil de Patos, Sylvio Rabelo, o suspeito foi capturado depois que agentes descobriram que ele estava escondido em uma residência no bairro de Monte Castelo. Apesar de ter assumido a prática criminosa, o suspeito disse que só falaria sobre o caso do ex-vereador no tribunal. Ele foi encaminhado para o presídio de Patos, onde irá aguardar julgamento por força de mandado de prisão preventiva.
 
Ainda de acordo com a Polícia Civil, o ex-vereador Geraldo Gabriel de Souza Júnior, de 54 anos foi morto com seis tiros de pistola calibre 380, mas, a arma não foi localizada na casa onde o suspeito foi preso. O crime aconteceu no sítio Santa Maria Gorete, na zona rural. “Ainda estamos investigando quem teria sido o mandante desse crime o os motivos. Temos duas linhas de investigação que envolve brigas por terras e rixa entre famílias”, disse o delegado Sylvio Rabelo. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.