Policial

Parentes de presos do PB1 acusam polícia de maus tratos

Tumulto em frente ao presídio começou por causa da proibição das visitas neste domingo.




Da Redação
Com informações de Rejane Negreiros da TV Cabo Branco

Em tumulto ao presídio de segurança máxima PB1 neste domingo (27), esposas e mãe de presidiários fizeram denúncias de violência contra os presos. A esposa de um detento que não quis se identificar, disse que o marido já tinha sido levado para um hospital da cidade vítima de espancamento durante a semana.

O diretor do presídio nega as acusações e alega que espancamentos nunca aconteceram no presídio. O tumulto em frente ao presídio começou porque a visita não foi permitida. Os parentes dos internos reclamam que desde a transferência ocorrida no dia 14 de julho não podem fazer visitas. No PB1 estão internos 409 presos.

A diretoria do PB1 permitiu que entrassem apenas objetos pessoais e alimentos. De acordo com o diretor a decisão de proibir as visitas neste domingo foi tomada em conjunto com o Juiz e o Promotor da vara de Execuções Criminais, alegando falta de um cadastro de visitantes. Um agente penitenciário revelou que ainda falta completar a estrutura física para recebimento de visitas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.