Policial

Juiz determina liberdade de policial suspeito de homicídio em CG

Soldado é suspeito de assassinar um adolescente de 16 anos na saída do Parque do Povo.




O juiz do 1º Tribunal do Júri de Campina Grande, Falkandre de Sousa Queiroz, deferiu nesta quarta-feira (9) o pedido de liberdade provisória do policial militar Marx Artur Pereira Rocha, 24 anos, preso em flagrante na madrugada da última segunda-feira (7), suspeito de assassinar um adolescente de 16 anos na saída do Parque do Povo. O soldado foi preso em flagrante após o crime e desde então estava recolhido na sede do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

Para conceder a liberdade provisória o juiz argumentou que o policial não tem antecedentes criminais nem oferece risco a apuração dos fatos. O soldado deverá ser solto ainda hoje, assim que o alvará de soltura for recebido pelo comandante do 2º BPM, coronel Lívio Delgado .

Em sua defesa Marx Artur alegou em depoimento prestado na Central de Polícia, logo após o crime, que atirou no adolescente Anderson Rodrigo dos Santos Domingos depois de ser assaltado por ele. “O policial correu atrás do bandidos dando voz de prisão. Ele baleou o adolescente, que ao cair no chão teria sacado uma arma em direção a ele, que efetuou os outros tiros”, relatou o comandante do 2º BPM coronel Lívio Delgado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.