Policial

Homicídio no Geisel

Homem não identificado é assassinado a pauladas e pedradas na comunidade Nova República, no bairro do Geisel, em João Pessoa.




Os pedidos de socorro durante a madrugada de ontem não foram suficientes para evitar a morte bárbara de um homem ainda não identificado, na comunidade Nova República, no bairro do Geisel, em João Pessoa. O homem, que segundo a polícia aparenta ter aproximadamente 40 anos, foi executado supostamente a pauladas e pedradas, e ainda recebeu um golpe de arma branca no pescoço.

Segundo o capitão Heroleide Farias, do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), os moradores do ‘Beco da Tieta’ revelaram ter escutado, por volta das 4h30 da madrugada de ontem, os pedidos de um homem para que não fosse assassinado. Entretanto, o corpo do rapaz foi encontrado na rua, no início da manhã de ontem e teria sido arrastado por cerca de 200 metros
A vítima trajava apenas roupa íntima e camisa. Um par de tênis, um capacete, além das pedras e do pedaço de madeira, supostamente utilizados no crime, estavam ao lado do corpo.

Ainda na manhã de ontem, os moradores da comunidade de ruas estreitas e casas humildes observavam a cena do crime, mas evitavam emitir qualquer tipo de comentário, por medo de represálias.

No lado oposto à comunidade, os moradores do Geisel revelam que evitam entrar na comunidade por medo da violência. “A comunidade é um verdadeiro labirinto e sabemos que há muito tráfico e por vezes até tiroteio. Nós sentimos medo”, afirmou um morador que preferiu não se identificar.

O corpo da vítima foi removido para a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) e, até o final da manhã de ontem, permanecia sem identificação. O crime é investigado pela Delegacia de Homicídios de João Pessoa, porém os autores ou a motivação do assassinato ainda não foram identificados.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.