Policial

Foragido do Serrotão nega envolvimento em casos de estupro

Suspeito estava sendo investigado há três meses e era conhecido na região de Itabaiana como o ‘estuprador da moto amarela’




O homem que foi capturado na manhã dessa terça-feira (6) após passar cerca de quatro anos foragido da penitenciária Raymundo Asfora (Serrotão), em Campina Grande, também é suspeito de ter praticado pelo menos dois estupros na região de itabaiana, no Agreste paraibano, enquanto esteve fora da prisão.

Apesar disso, durante uma coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje na Central de Polícia de Campina Grande, Marcos Rodrigues dos Santos, 30 anos, negou envolvimento nos crimes. A Polícia Civil, no entanto, afirma que o suspeito já estava sendo investigado há três meses e que ele era conhecido na região como o ‘estuprador da moto amarela’.

Marcos passou a ser o principal suspeito de ter praticado dois estupros conta uma mulher de 32 anos e outra de 20. Um dos casos teria acontecido na cidade de Itabaiana e o outro no município de Juripiranga, ambos localizados no Agreste paraibano.

Conforme o delegado seccional de Itabaiana, Hugo Helder, que esteve a frente das investigações, Marcos é popularmente conhecido como ‘Ferrugem’. Ele estava morando na cidade de Paulista, onde foi preso, mas fazia o trajeto para Campina Grande com frequência. Ainda segundo o delegado, o suspeito estava aterrorizando os moradores da região de Itabaiana.

De acordo com a Polícia Civil, o lugar onde o suspeito vai terminar de cumprir pena ainda será decidido, já que existe um mandado de prisão contra ele expedido também pela comarca de Itabaiana.

Fuga
A fuga de Marcos Rodrigues dos Santos aconteceu no dia 10 de dezembro de 2011. Ele trabalhava há quatro anos na cozinha do presídio do Serrotão e foi chamado para ser churrasqueiro em uma festa de confraternização de agentes penitenciários.

Marcos aproveitou para fugir no momento de distração, em que os agentes estavam retirando materiais de uma viatura no retorno para o presídio. O churrasco aconteceu em uma granja próximo a unidade prisional. Quando estava preso, o apenado cumpria uma pena pelo crime de roubo qualificado e estupro.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.