Policial

Dono de casa lotérica reage a assalto e acaba ferido por tiro no Sertão

Em meio a ação dos criminosos, o dono da lotérica agarrou um dos bandidos e acabou ferido por um disparo de arma de fogo na perna. 




Um casal de proprietário de uma casa lotérica da cidade de São João do Rio do Peixe, no Sertão paraibano, foi vítima de um assalto na noite desta quarta-feira (2), quando estavam fechando o estabelecimento. As vítimas foram abordadas por dois homens armados, que estavam em uma moto, e roubaram um malote de dinheiro e acessórios. Em meio à ação dos criminosos, o dono da lotérica reagiu ao assalto e acabou ferido por um disparo de arma de fogo. Um Polícial Militar estava próximo e chegou a trocar tiros com os suspeitos, mas eles conseguiram fugir.

O homem ferido foi identificado como Adalton Martins Neto, 50 anos, que estava com a esposa dele, Maria Gorete Martins. Segundo a Polícia Militar, o casal havia fechado a porta da casa lotérica e se dirigia para um veículo, quando a dupla chegou. Os suspeitos tomaram o malote e ainda um relógio, pulseira, cordão e a bolsa da mulher. “No momento em que os bandidos iam fugir, o proprietário do estabelecimento atacou um deles por trás, mas o comparsa atirou contra a perna da vítima”, disse o policial militar sargento Laércio Nobre. 
 
No momento, um policial militar à paisana estava passando próximo ao local e percebeu a ação. Houve troca de tiros entre os dois bandidos e o militar, mas a dupla conseguiu subir em uma moto de cor preta por uma estrada vicinal. Viaturas de várias cidades foram acionadas para montar uma cerco na região e seguiram em diligências até o início da madrugada, mas não localizaram nenhum dos suspeitos. 
 
Depois de ferido, o proprietário da loja, Adalton Martins, foi socorrido pelo policial à paisana e levado para o Hospital Regional da cidade de Cajazeiras. Ele foi ferido na perna, recebeu atendimento e está internado em recuperação. Em nota o hospital informou que o ferimento do tiro atingiu o músculo da perna esquerda, mas sem comprometer ligamentos ou ossos, e a vítima não corre risco de morte. 
 
A Polícia Civil abriu um inquérito e está investigado o caso. Ainda na noite desta quarta-feira (2), agentes de investigação começaram a colher informações. O dono do estabelecimento disse que não sabe a quantia em dinheiro que havia no malote. Conforme a polícia existe a suspeita de que a moto de cor preta, que foi usada pelos criminosos, seja a mesma que foi furtada, horas antes do roubo, na cidade de Santa Helena, que fica vizinho a São João do Rio do Peixe.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.