Policial

Documentos provam que plano de saúde de Andrezza foi mantido até 2004

Promotor Newton Vilhena envia provas à procuradora-geral de Justiça da Paraíba, Janete Ismael, e solicita investigação especial para apurar a participação do pai de Andrezza no caso.




Da Redação

Depois de solicitada pelo promotor Newton Vilhena, a documentação médica entregue pela Unimed provou que Andrezza foi mantida como dependente do plano de saúde pelo seu pai, Sebastião Guedes da Costa, de 1989 até 1º de março de 2004.

Com a constatação, o promotor quer saber se o plano teria sido utilizado e até quando,  o que seria fundamental para as investigações do caso.

Nesta terça-feira (2), o promotor Newton Vilhena envia o processo à procuradora-geral de Justiça da Paraíba, Janete Ismael, solicitando investigação especial para apurar a participação do pai de Andrezza no caso.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.