Policial

Diretores de penitenciária são afastados

Diretores geral e adjunto da Penitenciária Regional de Guarabira são suspeitos de oferecer privilégios a detento.




Os diretores geral e adjunto da Penitenciária Regional João Bosco Carneiro, em Guarabira, no Brejo paraibano, foram afastados dos cargos por suspeita de oferecer privilégios a um dos detentos da unidade prisional. A decisão foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado e uma sindicância será instalada para investigar o caso.

De acordo com a publicação, o diretor do presídio, Emilson José de Sousa, e o adjunto, José Fernandes da Costa, permanecerão afastados das atividades até que se concluam as investigações.

A comissão de sindicância deve apurar a denúncia de que os servidores estariam favorecendo um dos acusados pela morte de três pessoas da família Ramalho, em um acidente de trânsito, em 2007. As investigações começaram após a publicação de imagens divulgadas pela imprensa e disponibilizadas em redes sociais, que mostravam um dos acusados usando um orelhão.

A reportagem do JORNAL DA PARAÍBA tentou contato telefônico com a assessoria da Secretaria de Administração Penitenciária para comentar o assunto, mas não obteve resposta.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.