Policial

Delegada quer prorrogar inquérito sobre acidente com Shaolin

Acidente ocorrido com o humorista paraibano completa um mês na próxima sexta-feira (18 de fevereiro). Acusado de provocar batida já foi ouvido pela Polícia Civil.



Divulgação
Divulgação
Humorista paraibano continua internado no Hospital das Clínicas, em São Paulo

João Paulo Medeiros
Do Jornal da Paraíba

Depois de quase 30 dias do acidente que por pouco não tirou a vida do humorista paraibano Francisco Jozenilton Veloso, 39 anos, Shaolin, a polícia vai pedir a prorrogação do prazo de 30 dias para concluir as investigações em torno das causas que provocaram a colisão entre a Pajero dirigida pelo comediante e o caminhão conduzido pelo motorista Jobson Clemente Benício, de 23 anos.

A informação foi confirmada na segunda-feira (14) pela delegada titular da Delegacia de Acidentes de Veículos do município, Ellen Maria Ferreira. O inquérito foi instaurado um dia após o acidente, em 19 de janeiro.

Ela explicou que as investigações estão bem encaminhadas e que várias pessoas já foram ouvidas, inclusive o motorista Jobson Clemente que, segundo o laudo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), teria provocado a colisão. “Como o fato requer mais diligências, a lei prevê esse tipo de mecanismo, quantas vezes forem necessários os pedidos de prorrogação”, observou.

A delegada também adiantou que deve ouvir nos próximos dias mais pessoas que teriam chegado no local após o acidente. “O motorista Jobson (foto) já foi qualificado e interrogado como sendo a pessoa que causou o acidente, com base no laudo da PRF. Agora iremos ouvir mais algumas pessoas para depois concluirmos o inquérito e encaminharmos à Justiça”, acrescentou.

O quadro clínico do humorista tem evoluído progressivamente, conforme os familiares e a equipe médica do hospital. “Está tudo andando como o planejado”, comentou o produtor e empresário de Shaolin, Ricardo Santos, que acompanha a recuperação do artista.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.