Policial

Crimes passionais já preocupam entidades

Esta ano, já foram contabilizados três crimes passionais, estatísticas de violência contra a mulher são preocupantes.




Este ano a incidência de crimes passionais que tiveram como vítimas mulheres tem preocupado as entidades que acompanham de perto os casos de violência contra a mulher na Paraíba. Já são pelo menos três vítimas, com a morte de Débora de Lima. A coordenadora do Centro 8 de Março, Irene Marinheiro, considerou alarmantes os índices de assassinatos de mulheres no Estado.

“Essa é uma preocupação e um problema muito sério, que temos alertado há muito tempo.

E infelizmente a violência doméstica e esses casos que ocorrem em decorrência de desentendimentos amorosos são muito comuns em nossa sociedade. Nós esperamos que com a criação dos juizados especiais da mulher, em Campina Grande e em João Pessoa, essa realidade comece a ser modificada”, observou Irene.

Conforme um levantamento do Centro 8 de Março este ano já foram dez mulheres assassinadas, oito tentativas, 12 agressões e cinco casos de estupro. Um caso passional também aconteceu em Ouro Velho, no Cariri paraibano. O pai de um ex-prefeito do município, José Luiz Filho, de 74 anos, é acusado de ter assassinado a suposta amante, Maria dos Anjos Rodrigues, de 49 anos. Depois do crime ele atirou contra a própria cabeça. A tragédia foi registrada na noite da última segunda-feira.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.