Policial

Bando explode cofre

Em 15° ataque a agências bancárias na Paraíba, grupo explode cofre de banco em Coremas, no Sertão do estado.




A madrugada de ontem foi atípica para os pouco mais de 15 mil moradores do município de Coremas, no Sertão do Estado. Ao invés do clima pacato, característico da cidade, a população foi ‘acordada’ com a movimentação de uma quadrilha fortemente armada nas ruas e a explosão do cofre da agência do Banco do Brasil da cidade. Este foi o 15º ataque contra bancos este ano em municípios paraibanos, conforme um levantamento do Sindicato dos Bancários da Paraíba.

Testemunhas relataram à Polícia Militar de Coremas que os assaltantes chegaram à agência localizada no Centro da cidade fortemente armados. Eles renderam dois vigilantes da rua e ainda fizeram três moradores reféns sob a mira das armas. Pelo menos oito homens participaram da ação, que ocorreu por volta das 3h de ontem. A ousadia do grupo foi tanta que os assaltantes não se preocuparam com a presença dos moradores e invadiram a agência.

Eles arrombaram a agência do Banco do Brasil utilizando um ‘pé de cabra’. Na parte interna do estabelecimento, instalaram dispositivos com dinamites e explodiram o cofre, que foi aberto. A assessoria do Banco do Brasil na Paraíba não informou o conteúdo roubado e os prejuízos ainda estão sendo avaliados.

A ação da quadrilha parece ter sido planejada. Durante o assalto, integrantes do grupo danificaram as câmeras de vigilância da agência para dificultar a identificação de suspeitos e o modo como efetuaram o roubo. Após pegarem os malotes com dinheiro, os bandidos teriam fugido a pé, em pelo menos dois automóveis não identificados. Na fuga, os criminosos teriam seguido com destino ao acesso às cidades de Itaporanga e Piancó.

Os reféns só foram liberados após o fim da ação e ninguém ficou ferido. Depois do assalto, as polícias Civil e Militar montaram uma operação de busca pelos criminosos, mas até o fechamento desta edição ninguém havia sido identificado ou preso. As suspeitas iniciais são de que a quadrilha seria composta por assaltantes da Paraíba e do Estado de Pernambuco e teria fugido em direção à divisa entre os dois Estados.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.