Policial

Assaltantes disfarçados de funcionários da Energisa invadem casa de idosa

Crime aconteceu na terça-feira (25) à tarde em Sousa, no Sertão paraibano. Empresa explica como os consumidores podem se prevenir de crimes do tipo.




Karoline Zilah

A prática de assaltos por pessoas disfarçadas como funcionárias de empresas está se tornando cada vez mais frequente na Paraíba. Na terça-feira (25), mais uma ocorrência do tipo foi registrada em Santa Cruz, no Sertão. Desta vez, a vítima foi uma idosa de 86 anos. Em seu depoimento à Polícia Militar, ela disse que teve a casa invadida por três homens que vestiam fardamentos da empresa de fornecimento de energia elétrica Energisa.

O crime aconteceu no sítio Timbaúba, por volta das 17h. De acordo com o relato feito ao 14º Batalhão da PM de Sousa, o grupo chegou à casa em um carro Fiat de cor cinza. Os três homens sacaram revólveres e anunciaram o roubo, levando aproximadamente R$ 3 mil e um celular.

Policiais militares ainda fizeram diligências na região, mas ainda não localizaram suspeitos. As investigações apontam que os envolvidos podem ser os mesmos assaltantes que abordaram funcionários da Energisa e os deixaram sem roupas numa estrada em Cajazeiras, na última quinta-feira (20).

A polícia explicou que dois dos criminosos teriam dito que iriam fazer uma inspeção na rede elétrica e pediram um copo com água. Em seguida, um terceiro homem chegou e anunciou o assalto.

Como evitar

A assessoria de imprensa da Energisa explicou como a população pode evitar esse tipo de crime. A empresa recomenda aos consumidores que exijam a identificação funcional da pessoa, que é um crachá contendo foto, nome e número de matrícula do suposto funcionário. A apresentação deste documento é obrigatória em qualquer visita ou situação, mesmo que a pessoa esteja fardada.

Se a dúvida ainda persistir, o consumidor pode ligar para um telefone gratuito da Energisa e consultar a identificação do funcionário. O número é o 0800 083 01 96.

Atualizada às 14h40


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.