Policial

Advogado é agredido na frente de Fórum Criminal na Capital

Defensor levou soco do ex-marido de cliente e seguiu sangrando no rosto até a Central de Polícia e depois até a Delegacia da Mulher, onde prestou queixa.



Walter Paparazzo
Walter Paparazzo

Da Redação
Com Walter Paparazzo

O advogado Flávio Coutinho foi agredido na frente do Fórum na tarde desta terça-feira (9), na Capital. Ele tentou impedir que sua cliente fosse agredida pelo ex-marido, indignado com o resultado de uma sessão de julgamento. O defensor seguiu sangrando no rosto, onde foi atingido, até a Central de Polícia e depois até a Delegacia da Mulher, onde prestou queixa.

Segundo ele, inconformado em perder o que seria mais uma entre dez ações contra a ex-esposa, Reginaldo Araújo de Pontes, com a ajuda de um irmão e de outros amigos, partiram para agredir a mulher e o seu novo companheiro. Flávio teria tentado impedir a briga quando foi atingido com um soco do ex-marido e teve suas coisas jogadas no chão, ainda na calçada do Fórum.

De acordo com informações do advogado, a violência já marca este casal desde 1994, data do primeiro boletim de ocorrência por agressão registrado pela cliente, que ele preferiu não identificar, contra o, na época, marido. Flávio Coutinho disse que após a separação, Reginaldo entrou com mais de dez ações contra a ex-companheira no intuito de não mais pagar pensão alimentícia.

Ainda de acordo com informações do advogado, nenhuma das ações que Reginaldo ingressou "vingaram". Ele processou a ex-mulher por injúria, difamação, suposta destruição de bens e até divulgação de fotos pornográficas para irritá-lo. Ele também tentou obter a guarda das filhas que têm em comum e o fim da pensão alimentícia. Coutinho disse que tanto ele quanto sua cliente prestaram queixa pelas agressões sofridas hoje.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.