Policial

Adolescente baleado em Camboinha é suspeito de arrombar casas

Rapaz de 14 anos foi encontrado baleado em uma rua de Camboinha nesta madrugada. Ele disse à polícia que não sabe de onde veio o tiro e que estava apenas passeando.




Karoline Zilah

O balanço final da noite da segunda-feira na Grande João Pessoa foi tranqüilo, segundo o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop). Poucas ocorrências passaram pelas delegacias distritais. Ao contrário do fim de semana violento, o Departamento Médico Legal da Capital não recebeu nenhuma vítima de morte violenta, mas policiais militares de Cabedelo registrou uma tentativa de homicídio na madrugada desta terça-feira (27).

O crime aconteceu na praia de Camboinha no meio madrugada, por volta das 3h30, quando um adolescente de 14 anos foi atingido por um tiro no braço. De acordo com policiais da 4ª CIA, o rapaz foi encontrado baleado no meio da rua por uma guarnição que fazia rondas no bairro.

A vítima não soube dizer de onde saiu o disparo, informando apenas que estava passeando quando foi atingido. A polícia suspeitou do relato e levantou a hipótese de que o adolescente estaria tentando invadir alguma residência. Como a polícia não recebeu denúncias e não encontrou provas de que ele tivesse cometido alguma infração, o rapaz foi liberado e levado para o Hospital de Trauma. Ele está internado na emergência em estado regular.

Tiroteio em Mangabeira

O oficial de justiça que foi baleado em um tiroteio na manhã da segunda-feira (26) enquanto caminhava em Mangabeira havia sido atendido e liberado para a sua residência mas acabou retornando para o hospital. José Tavares Teixeira, de 49 anos, foi levado pela sua esposa para o Hospital de Emergência e Trauma por volta das 16h35 e continua em observação na emergência.

Pela manhã, ele foi atingido por uma bala perdida, mas chegou a ser atendido no Hospital de Ortotrauma de Mangabeira, onde foi medicado e liberado logo em seguida.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.