Notícias

VÍDEO: veja medidas restritivas do novo decreto do Governo da Paraíba

Novo decreto na Paraíba tem mais restrições para conter a pandemia.




Foi publicado nesta quarta-feira (10) o novo decreto do Governo da Paraíba com medidas mais restritivas para conter o avanço da pandemia de Covid-19. As medidas valem de 11 a 26 de março em todas as cidades que estão nas bandeiras laranja e vermelha, que correspondem a 98% do estado. O governo também descartou a possibilidade de lockdown e lançou um pacote de medidas econômicas.

 

Veja os principais pontos do decreto:

 

>> Bares, restaurantes e lanchonetes podem funcionar entre 6h e 16h, e depois deste horário apenas com delivery ou retirada e até às 21h30. Nos fins de semana, os estabelecimentos só podem abrir para retirada ou delivery.

>> Estabelecimentos do setor de serviços, incluindo salões de beleza e o comércio em geral, funcionam das 9h às 17h, durante a semana, e devem ser fechados nos fins de semana.

>> Shoppings, galerias e centros comerciais funcionam das 10h às 21h  durante a semana e fecham nos fins de semana. 

>> A construção civil pode funcionar das 6h30 às 16h30 da tarde, apenas durante a semana.

>> As academias e escolas de esporte funcionam até às 21h, apenas em dias de semana.

>> As missas, cultos e cerimônias religiosas presenciais seguem suspensos no período, assim como as atividades presenciais em órgãos e entidades vinculadas ao poder executivo estadual.

>> As aulas presenciais das escolas das redes estadual e municipal de todo o estado estão suspensas e, na rede privada, só podem funcionar presencialmente, de modo híbrido, os ensinos fundamental e infantil.

>> Podem funcionar no fim de semana os estabelecimentos médicos e ligados à saúde em geral.

>> Também podem abrir os centros de distribuição de combustíveis e revendedores de água e gás.

>> Os hipermercados, supermercados, açougues e outros estabelecimentos do gênero alimentício também podem abrir, mas sem permissão de consumo de alimentos e bebidas nos locais.

>> Cemitérios e serviços funerários, assim como os serviços de reposição, assistência técnica, reparação de máquinas e equipamentos também podem funcionar.

>> Call centers, serviços de segurança privada, empresas de saneamento, energia elétrica, telecomunicações e internet estão liberados.

>> Também podem abrir órgãos de imprensa e meios de comunicação, empresas prestadoras de serviços de mão de obra terceirizada, feiras livres e jogos nos estádios, mas sem a presença de torcida.

Decreto foi publicado no Diário Oficial da Paraíba

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.