Notícias

Fornecedora de oxigênio hospitalar está com dificuldades de atender demanda, diz PMJP

Prefeitura diz que já vem entrando em contato com outras empresas do setor.




A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) emitiu uma nota oficial nesta terça-feira (16) explicando que a empresa fornecedora de oxigênio hospitalar para os hospitais da cidade está tendo dificuldades para atender toda a demanda que está sendo exigida pela região Nordeste. E que, mesmo isso não representando um risco imediato, já vem entrando em contato com outras empresas do setor.

O problema no fornecimento teria sido informado pela própria empresa, a White Martins, uma gigante do setor, que atende praticamente todo o território brasileiro, e que estaria com dificuldades em conseguir os insumos necessários para a produção do gás em quantidade suficiente por causa do aumento de casos de Covid-19 nos estados e do consequente aumento no número de internações.

Procurada pela reportagem, a empresa se limitou a dizer por meio de nota que “tem cumprido rigorosamente todas as suas obrigações junto à Secretaria de Saúde de João Pessoa nos hospitais contratados”. Admitiu que, nos últimos 15 dias, o consumo de oxigênio líquido cresceu cerca de 15% e o de oxigênio gasoso em cilindros mais que dobrou, mas que ainda assim “o fornecimento para estes hospitais segue sendo realizado conforme previsto em contrato”.

Apesar do problema, a gestão municipal deixou claro que ainda possui oxigênio em estoque nos hospitais. Ainda assim, não soube precisar quanto de estoque cada unidade hospitalar possui no momento. A Secretaria de Comunicação da PMJP, contudo, informou que a Secretaria Municipal de Saúde já está fazendo esse levantamento.

De toda forma, de acordo com a nota da Prefeitura, já se iniciou “uma grande operação” que visa encontrar novas alternativas para que não falte oxigênio aos pacientes em atendimento. “Todos os envolvidos na atenção em saúde que compete ao município estão unidos no esforço para solucionar o problema e evitar o desabastecimento na sua rede de saúde”, destaca o texto.

O problema acontece num momento de alta do número de casos de Covid-19 na Paraíba. Nesta terça-feira, a Paraíba ultrapassou a casa das cinco mil mortes provocadas pela pandemia. No último balanço, foram mais 44 mortes, totalizando 5.036 óbitos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.