Notícias

Cerca de 10 mil paraibanos são afastados do trabalho por doenças em cinco meses, diz MPT

Dados divulgados pelo MPT-PB nesta quarta (7) têm como base informações do INSS.




Em cinco meses, pelo menos 10 mil paraibanos foram afastados de atividades de trabalho por problemas de saúde, segundo um levantamento divulgado pelo Ministério Público do Trabalho da Paraíba (MPT-PB), divulgado nesta quarta-feira (7). Dos trabalhadores afastados, 10% alegaram problemas psicológicas e infecção pelo novo coronavírus.

As informações divulgadas pelo MPT-PB têm como base dados do INSS. De novembro de 2020 a março de 2021, foram registradas pelo menos 961 requisições de auxílio-doença por doenças psicológicas, aposentadoria por invalidez e auxílio-doença por acidente do trabalho.

Em um ano de pandemia, 1.311 denúncias de irregularidades relacionadas à Covid-19 foram recebidas na Paraíba, e em todo o país, 41.729 denúncias foram registradas, ainda de acordo com o MPT.

Sobre os acidentes de trabalho, o MPT também informou que mais de 6,2 notificações de acidentes de trabalho e doenças relacionadas, somente em 2018. O quantitativo equivale a uma média de 16 casos por dia.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.