Notícias

CRM-PB constata UTI sem funcionamento em hospital de Monteiro

Unidade possui seis leitos com respiradores, mas ainda faltam outros equipamentos.




Hospital e Maternidade Santa Filomena, em Monteiro, na Paraíba — Foto: CRM-PB/Divulgação

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) visitou o Hospital e Maternidade Santa Filomena, em Monteiro, no Cariri paraibano, e constatou que a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do local, inaugurada em 2013, ainda não está em funcionamento. A unidade possui seis leitos com respiradores, no entanto, falta a aquisição de outros equipamentos e a contratação de profissionais.

O Cariri paraibano, com 17 municípios, não possui nenhum hospital com UTI e a cidade de Monteiro, a maior da região, a 300 km de João Pessoa, já registrou 2.269 casos de infecção pelo novo coronavírus e 25 óbitos decorrentes da doença.

No ano passado, o CRM-PB esteve duas vezes no hospital (abril e junho), visitando os médicos e conhecendo as condições de atendimento. “Nas visitas do programa Médicos Contra o Coronavírus identificamos este problema da UTI, que estava praticamente pronta para receber pacientes, no entanto, estava parada. Encaminhamos nosso relatório à Secretaria Estadual de Saúde e ao Ministério Público”, afirma o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques.

O conselheiro Bruno Leandro de Souza, que também participou das visitas a Monteiro, acrescenta que também em 2020, em reunião na Assembleia Legislativa da Paraíba, o problema da UTI do hospital foi discutido e foi solicitada a inclusão de verba no orçamento de 2021 para contratação de pessoal e reestruturação final da unidade. “Atualmente, a unidade existe como estrutura física, mas não funciona como UTI. Tem recebido pacientes com casos respiratórios graves que precisam ficar em observação, monitorados e que aguardam transferência para os hospitais de Campina Grande”, disse o conselheiro.

Na visita desta quinta-feira (18) também foi observado que o hospital dispõe de quantitativo suficiente de EPIs, medicamentos, conta com escala médica completa e diretor técnico constituído. Na unidade, há separação de pacientes Covid e não Covid e local específico para que os pacientes aguardem a transferência. “O funcionamento da UTI no momento atual seria importante para receber pacientes com a Covid-19, mas seria também um legado para a região para prestar assistência a pacientes com outras enfermidades”, completou Bruno Leandro.

A ação faz parte da campanha do CRM-PB “Médicos Contra o Coronavírus”, que está percorrendo vários municípios do Estado para conhecer de perto a estrutura oferecida pelos serviços de saúde no atendimento a casos suspeitos e confirmados de Covid-19. Desde abril do ano passado já foram visitadas mais de 100 unidades de saúde, percorrendo mais de 20 mil km do estado da Paraíba.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.