Mundo

Nuvem de pesticida cobre Buenos Aires

Um incêndio em um contêiner carregado de pesticida provocou uma nuvem tóxica sobre Buenos Aires, ontem.




Um incêndio em um contêiner carregado de pesticida provocou uma nuvem tóxica sobre Buenos Aires, ontem. O cheiro forte, similar ao do gás de cozinha, se espalhou pelo centro, obrigando os moradores e os turistas a transitar com bocas e narizes cobertos. Prédios tiveram de ser isolados.

Segundo o jornal "La Nación", ao menos três funcionários do porto e alunos de uma escola do Retiro passaram mal e tiveram de procurar atendimento médico. Todos os centros médicos foram colocados em alerta. Embora esteja a cerca de 3 km do local, o treinador do time de futebol Boca Juniors, Julio Falcioni, suspendeu o treino dos atletas por conta da nuvem.

De acordo com o vice-ministro da Segurança argentino, Sergio Berni, cerca de três horas após o início do incêndio, a situação já estava sob controle. Segundo ele, o pesticida era de baixa periculosidade.

O trânsito chegou a ser bloqueado, e o tráfego de metrô e trens teve de ser interrompido. O incêndio ocorreu perto do famoso Puerto Madero, às margens do Rio da Prata. Entre os edifícios que foram esvaziados estão fóruns e a sede da Força Aérea.

Moradores de outros bairros próximos, como o Retiro, foram orientados a permanecer em casa, com portas e janelas fechadas e o ar-condicionado desligado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.