Mundo

Farc pode pôr fim às ações violentas na Colômbia

São quase cinquenta anos de conflitos no país; Ministério das Relações Exteriores brasileiro ajudará no que for preciso.




O comando das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) confirmou ontem, em Havana, capital de Cuba, os nomes dos dois integrantes que estarão nas negociações de paz com o governo colombiano. São eles Iván Márquez e Santriz José. O anúncio foi feito em entrevista coletiva concedida pelo líder da guerrilha nas negociações, Mauricio Jaramillo. As informações são da Agência Brasil.

Na última terça-feira, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou oficialmente as negociações em busca de um acordo de paz. A primeira reunião ocorrerá em outubro, em Oslo, na Noruega. As negociações são mediadas pelos governos da Noruega, de Cuba, da Venezuela e do Chile.

O acordo se baseia em cinco pontos, inclusive a reinserção dos guerrilheiros na sociedade colombiana.

No total, dez pessoas deverão se envolver nas negociações que pretendem encerrar com quase meio século de conflitos na Colômbia, envolvendo assassinatos, torturas, sequestros e tráfico de drogas e armas. O principal negociador pelo governo é Humberto de la Calle.

No começo desta semana, o líder das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como Timoshenko, disse que o diálogo será retomado “sem rancores”. Segundo ele, todos concordaram que é necessário buscar uma solução para o impasse.

O texto do acordo deve conter ainda estímulos ao desenvolvimento agrícola, garantias para o exercício da oposição política, o fim do conflito armado, a guerra contra as drogas e os direitos das vítimas.

No Brasil, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse na última quarta-feira que o governo está à disposição para ajudar a Colômbia nas negociações no que for necessário. A presidenta Dilma Rousseff enviou carta ao presidente colombianao elogiando a iniciativa.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.