Mundo

EUA suspendem busca de corpos

Secretário do Pentágono disse que comportamento da Coreia do Norte não corresponde ao exigido pela comunidade internacional.




Os Estados Unidos suspenderam ontem as buscas dos restos dos soldados americanos mortos na Guerra da Coreia (1950-1953), devido ao aumento da tensão com as movimentações militares de Pyongyang anunciadas na semana passada.

"Suspendemos as buscas porque achamos que a Coreia do Norte não atuou de forma apropriada nos últimos dias e semanas e é importante que volte a mostrar as normas de comportamento pedidas pela comunidade internacional", disse o secretário de imprensa do Pentágono, George Little.

O anúncio foi feito um dia após ser confirmada a visita do presidente americano, Barack Obama, à zona desmilitarizada na fronteira entre as Coreias do Sul e do Norte no próximo domingo, em meio a uma cúpula internacional sobre segurança nuclear que acontecerá em Seul no fim de semana.

Na próxima segunda-feira, Obama se encontrará com o presidente chinês, Hu Jintao, durante as reuniões na capital sul-coreana.

CONVITE
Na última segunda-feira, a Agência Internacional de Energia Atômica, um órgão da ONU (AIEA) recebeu um convite para visitar a Coreia do Norte, de onde seus inspetores foram expulsos pela segunda vez há três anos.

Com o convite, a Coreia do Norte parece sinalizar a seriedade da moratória nuclear selada no mês passado com os EUA – anúncio que foi posto em xeque na sexta-feira pelo anúncio de que o regime comunista norte-coreano pretende disparar um foguete.

A AIEA, que tem como missão principal evitar a proliferação de armas nucleares, disse que recebeu o convite de Pyongyang na sexta-feira.

O porta-voz Gill Tudor disse que os detalhes da visita ainda não foram definidos, e devem ser discutidos com a Coreia do Norte e com outros países envolvidos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.