Mundo

EUA afirmam que Síria mente sobre massacre

Em comunicado, a Casa Branca declarou que o ditador voltou a mentir sobre as mortes em pronunciamento ontem.




Os Estados Unidos voltaram a afirmar que o ditador da Síria, Bashar Al Assad, mente sobre a autoria do massacre de Houla, em que 108 pessoas morreram no último dia 25.

Em comunicado, a Casa Branca declarou que o ditador voltou a mentir sobre as mortes em pronunciamento ontem. "Os massacres dos quais o regime de Assad participa e agora nega são evidência da necessidade de uma transição política nesse país", afirmou o porta-voz de Washington, Jay Carney.

Anteontem, Assad afirmou, em discurso no Parlamento da Síria, constituído após as eleições de maio, que existe uma "conspiração" internacional contra a Síria, que o país enfrenta uma "verdadeira guerra" e que é preciso distinguir entre a "política e o terrorismo" para solucionar a atual crise.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.