Mundo

Em 12 meses, empresas dos EUA perderam US$ 7,3 tri, diz consultoria

Há um ano, Dow Jones atingiu ‘pico’; desde então, recuou quase 40%. Pontuação máxima, de 14.165 pontos, foi reduzida a 8.579 pontos ontem.




Do G1

O índice Dow Jones, referência para o mercado de Nova York, caiu 40% desde que atingiu seu pico de negociação – 14.165 pontos, em 9 de outubro de 2007. Isso quer dizer que, há um ano, as empresas negociadas no Dow Jones nunca haviam tido valor maior, segundo o cálculo da consultoria Economatica.

 

Um ano depois, em 9 de outubro de 2008 (quinta-feira), o Dow fechou a 8.579 pontos, o que representa uma queda de 39,4% sobre um ano antes e também o menor valor em cinco anos. Neste período, de acordo com a Economatica, as 1.231 empresas americanas analisadas pela consultoria perderam US$ 7,3 trilhões em valor de mercado.

 

Entre os setores, os que registraram as maiores perdas foram finanças e seguros (baixa de 54,9%, e perdas de US$ 1,8 trilhão), seguido do segmento de eletroeletrônicos (queda de 46,4%, com perdas de US$ 1,08 trilhão).

 

Entre as companhias que tiveram maiores perdas em valor nestes 12 meses destacam-se a General Electric (US$ 235,6 bilhões, ou 55%) e a seguradora American International Group (AIG), com baixa de US$ 173,4 bilhões, ou perdas de 96,4% em relação há um ano.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.