Mundo

Decisão é questão de soberania

Ministro de Minas e Energia do Brasil, disse que decisão argentina é ‘questão de soberania’ e não teme pela atuação da Petrobras no país.




O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou ontem que não tem nenhum temor em relação à atuação da Petrobras na Argentina, onde possui 79 postos de combustível e explora petróleo. "Nós prosseguiremos dentro da normalidade", disse.

Lobão disse que a decisão da presidente Cristina Kirchner de tomar o controle de 51% da petroleira YPF, do grupo espanhol Repsol, é uma questão de soberania nacional. "Eu não tenho nenhum temor, não vejo nenhuma motivação especial para isso [problemas com a Petrobras], mas se esta for uma política especial da Argentina também não temos nada a reclamar", afirmou. Lobão esteve este ano na Argentina em audiência com a presidente, quando trataram sobre a atuação da Petrobras.

Segundo ele, "o ambiente era de absoluta tranquilidade em relação a nossa empresa".

Nesta sexta-feira o ministro do Planejamento argentino, Julio Miguel de Vido, virá ao Brasil para um encontro com Lobão e a presidente da Petrobras, Graça Foster. "Não está na minha preocupação, e também acho que não está na preocupação do ministro argentino, qualquer atitude de encampação ou nacionalização da Petrobras, ou dos interesses da Petrobras na Argentina", disse.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.