Mundo

Chefe de cartel é morto no México

Heriberto Lazcano é um dos homens mais procurados do México.




O chefe máximo dos Zetas, um dos cartéis de tráfico de drogas mais poderoso do México, foi morto em um tiroteio com militares ao lado de um suposto comparsa, domingo. Poucas horas depois, no entanto, em uma demonstração da força do grupo, os dois cadáveres foram furtados de dentro da funerária para a qual tinham sido levados, na cidade de Sabinas.

Os assassinatos e o furto foram confirmados ontem pela Procuradoria Geral de Justiça do Estado de Coahuila, em entrevista à imprensa.

De acordo com a procuradoria, apesar do furto, as fotografias e impressões digitais tiradas do corpo permitem a confirmação da identidade de Heriberto Lazcano, apelidado de "o Lazca" e de "Executor", um dos homens mais procurados do México desde o começo da guerra das forças mexicanas contra o narcotráfico.
O conflito já matou mais de 60 mil pessoas, conforme informações do próprio governo federal.

Ainda conforme a procuradoria, Lazcano foi um dos fundadores do cartel dos Zetas, um dos mais poderosos do país.

No mês de setembro, as autoridades do México anunciaram a prisão de Ivan Velázquez Caballero, que também é considerado um dos líderes do cartel Zetas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.